terça-feira, 17 de janeiro de 2012

PROJETO: BRINCAR TAMBÉM É FOLCLORE!

CENTRO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO INFANTIL PROFESSOR GIL NUNESMAIA
DIREÇÃO: MARIA TEREZA BOMFIM VIANA E ALMERINDA BENEDITA LUZ SOUZA
COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA:  MÁRCIA CRISTINA CRUZ & JACQUELINE MESQUITA
CIRANDA DE EXPERIÊNCIAS: BRINCAR TAMBÉM É FOLCLORE!
PÚBLICO-ALVO: crianças dos segmentos Creche e Pré-escola
PERÍODO DE DESENVOLVIMENTO: DE 01 DE JULHO A 31 DE SETEMBRO DE 2011
LINGUAGENS ENVOLVIDAS: musical, corporal, matemática, artística e verbal
Observação: O Projeto aqui exposto foi desenvolvido no Centro Municipal de Educação Infantil Professor Gil Nunesmaia na comunidade do bairro Jorge Amado (bairro periférico) do município de Itabuna Bahia. Todos os recursos utilizados foram providenciados na própria comunidade escolar e local e foi apresentado pela unidade na Ciranda de Experiências na Semana de Educação Infantil realizada no mês de novembro de 2011 pela Assessoria de Educação Infantil da Secretaria da Educação do município.

PROJETO DE TRABALHO APRESENTADO NA...


1.    TEMA: BRINCAR TAMBÉM É FOLCLORE!

2.    TEMÁTICA: A cultura do brincar na instituição de Educação Infantil


3.    EIXOS TEMÁTICOS: Pluralidade Cultural e Ética

4.    JUSTIFICATIVA:
               
Atualmente, a cultura do brincar disseminada nas instituições de Educação Infantil é reconhecida pela sua importância para o desenvolvimento do imaginário infantil. E sendo o ato de brincar o principal modo de expressão da infância, uma vez que brincando as crianças aprendem a viver e a se desenvolver de forma lúdica e prazerosa. E o Folclore, com conteúdos de uma singular riqueza, torna-se agente facilitador para o resgate da cultura popular brasileira, possibilitando um trabalho pedagógico marcante para o currículo dedicado à criança. Nada mais justo do que o desenvolvimento de um projeto de trabalho que partindo da riqueza cultural contida nos conteúdos e brincadeiras folclóricas propicie a vivência da diversidade cultural e uma aprendizagem motivadora e facilitadora às múltiplas linguagens na Educação Infantil.

5.    OBJETIVOS:

5.1.        OBJETIVOS GERAIS:
·         Desenvolver a cultura do brincar na instituição;
·         Reconhecer a importância das brincadeiras folclóricas como promotoras da cultura na Educação Infantil.

5.2.        OBJETIVOS ESPECÍFICOS:

·         Resgatar o valor cultural das brincadeiras folclóricas;
·         Desenvolver o imaginário infantil;
·         Socializar-se com os seus pares;
·         Ampliar o repertório de brincadeiras que conhecem;
·         Brincar de forma prática, simbólica e com jogos de regras;
·         Vivenciar o prazer do brincar;
·         Desenvolver a autonomia;
·         Construir o conhecimento do folclore brasileiro através da participação e vivência real nas brincadeiras;


6.    CONTEÚDOS ABORDADOS:
·         Folclore;
·         Respeito, Solidariedade, Justiça, Diálogo e Cooperativismo;
·         Tipos de brincar: prático, simbólico e jogos de regras;
·         Brincar livre.

7.    PROPOSTAS/ESTATÉGIAS DE DESENVOLVIMENTO (SUGESTÕES):
PRÉ-ESCOLA/CRECHE:
Atividades com brinquedos e artesanato:
·         Confecção de brinquedos: bonecas de pano; bonecos de papel; brinquedos com cordão; realização de oficinas na sala de aula para confecção de fantasias com folhas de papel, jornal, papel crepom, tampinhas, garrafas pet, sacolinhas plásticas; realização de oficinas na natureza para confecção de fantasias com folhas, gravetos, sementes diversas (folclóricas); também; pipas, brinquedos de argila (bonecos, animais, utensílios domésticos, pé na lata; telefone sem fio, boliches; brinquedos com verduras (batatas, cenoura, quiabo; chuchu, melõezinhos de quintal); cavalos de pau; confecção de brinquedos de casinha com caixas de papelão; confecção de bolinhas de barro; dobradura do pião; de passarinhos, bolas de meia; perna de pau, confecção de aviãozinho de pape, confecção de marionetes; confecção de petecas; confecção de dedoches com personagens folclóricos; confecção do bunba-meu boi (com caixas de papelão e embalagens de amaciantes /desinfetantes; produção de vassouras de mato
 Atividades  com Roda/Música:
·         Brincadeira de rodas: Três, três passará; Dona Miné
·        Sou Mineira de Minas; Demaré-dé-ci; Fui no toróro; Saia piaba; Escravos de Jó; bambeia pião; etc; Atirei o pau no gato; Concentração; O castelo pegou fogo; Ciranda, Cirandinha; Laranja madura; Morava na areia; Trabalhar com os acalantos e cantigas de ninar; moda de viola e outras;
·         Brincadeiras comuns da infância: anelzinho; boca de forno; caiu no poço; pique bandeira; esconde-esconde; bolinha de gude; bé-bé-bé; pega-pega; Chicotinho queimado; brincar de curral; pula corda; elástico, estátua; pula carniça; cabo-de-guerra; La vaia a bola; coelhinho na toca, coelhinho saia da toca; amarelinha;desfile de fantasias produzidas pelas crianças; desfile de personagens folclóricos; brincar de 5 pedrinhas (três marias); brincar de bola ( usando diferentes tipos de bola: couro, plásticos. Meia, gude, barro); confecção de cornetas (de talos de mamão, bambu, mamona; brincar de aviãozinho de papel; brincar com marionetes; brincar de faz de conta (de casinha, de professora; de lavadeiras, com diferentes profissões); brincar de pular corda; brincar de jogar petecas; brincar de fazer bolinhas de sabão; brincar de cozinhado; brincar com brinquedos de sucatas; brincadeiras usando artesanato nordestino: redes, cochas de retalhos, peneiras, colher de pau, panelas de barro, toalhas de renda, ferro de passar; pote de barro, vassoura de mato, esteiras; brincar de trem; brincar de cavalinho, corrida de ovo na colher; corrida de saco; cabra cega, queimado, manja, esconde-esconde, Tá pronto seu lobo? Esconde a peia, etc.
 Roda de história/ linguagem:
·         Brincadeira de advinha; parlendas, trava-línguas (na rodinha) e/ou usando a caixa surpresa;
·         Contação de piadas;
·         Brincar com frases de pára-choque de caminhão;
·         Exibição de imagens com personagens folclóricos;
·         Exibição de vídeos relacionados;
·         Contação de casos de assombração (com diferentes personagens folclóricos) casos com Lobisomem, Mula sem cabeça; Casos com o pai da mata (Curupira); Caipora; Mulher de sete metros; Mãe d’ água; Pisadeira;
·         Brincar com a caixa surpresa com objetos folclóricos;
·         Contação de histórias usando os fantoches e dedoches produzidos com as crianças;
·         Contação e dramatização de contos infantis: Branca de Neve e os sete anões, A bela adormecida; a Bela e a fera; A gata borralheira; Cachinhos de ouro; Pinóquio; João e o pé de feijão; A galinha de ovos de ouro; João e Maria e outros;
·         Contação de histórias (cartonadas) com personagens folclóricos;
·         Brincar de mímicas (imitar personagens folclóricos e/ou de contos infantis;
MAIS SUGESTÕES DE ATIVIDADES A SEREM DESENVOLVIDAS DENTRO DO PROJETO
Atividades com culinária nordestina: Receitas: Ingredientes/Modo de fazer(trabalhar com a receita, medidas; sólidos e líquidos da receita, preparo) afixá-las na sala.
·         Vatapá; Acarajé; Abará; Quiabada; Moqueca de peixe; Pirão de galinha caipira; caruru;  Cozido de verduras; Galinhada; Pipoca com coco; Moda; Cocada, paçoquinha; biscoitinhos de nata; cavaquinhos doce; ofelis; balinha de genipapo; bolinhos de chuva, bolo e mingaus (de tapioca, aipim, milho), ponche; genipapada; umbuzada; etc...
Atividades com a medicina nordestina: trabalhar com: classificação, seleção; exploração de cheiro, formatos, texturas da folhas, nomes e utilidades das ervas usadas no nordeste para a cura de doenças ou problemas de saúde.
·         Trabalhar com as receitas dos chás (texto instrucional)
·         Produção dos Chás com as crianças - de: cidreira, erva doce; capim santo; melissa; camomila; folha de goiabeira, nósnoscada etc;
·         Degustação dos chás produzidos pelas crianças (realização da manhã e/ou tarde do chá);
Atividades com danças: frevo, forró, xaxado; capoeira; maculêlê; bumba meu boi; dança das fitas, samba, pagode; axé merengue, deboxe; carimbo, dança de reizado;
Atividades enfocando:
·         as festas típicas e folguedos: carnaval; juninas; folia de reis; páscoa; festa de Iemanjá, Senhor do Bonfim, Natal, festa de gado (argolinha, vaqueijada, rodeio); festas de largos;
·         as crenças: candomblé;  os santos
8.    RECURSOS: Todos os recursos necessários (brinquedos diversos produzidos com as crianças/pais); TV, DVD, mídias de CD e DVD; brinquedos industrializados; brinquedos e materiais diversos providenciados pela equipe gestora, equipe técnica, professores, funcionários e pessoas da comunidade.
9.    CULMINÂNCIA: O projeto culminará com a realização de uma exposição de todos os materiais produzidos com as crianças; desfile de personagens dos contos infantis e mitos folclóricos e apresentação de contos nas tendas da literatura.
10.  AVALIAÇÃO: O desenvolvimento do projeto será acompanhado pela equipe gestora e coordenação pedagógica, onde serão considerados e avaliados aspectos tais como: aprendizagens constru aceitação, envolvimento das crianças, e demais sujeitos da comunidade escolar na realização das atividades propostas.

Observação: As atividades do dia do estudante e do dia dos pais deverão ser desenvolvidas também dentro da temática do brincar.
ANEXOS
advinhas:
1- O que é que é
Que tem asas e não voa
E tem boca e não fala?
Resposta: Cesto

2- Não tem pernas mesmo assim,
Não há maior andarilho,
Não tem braços e onde mexe
Deixa tudo num sarilho
Resposta: Vento

3- Qual é a coisa qual é ela
Vermelha, avermelhada
Caminha bem no mato
E não caminha na estrada?
Resposta: Fogo

4- Branca como a neve,
Preta como o pez,
Fala e não tem boca,
anda e não tem pés.
Resposta: Carta

5- Um senhorinha,
Muito assenhorada,
Nunca sai de casa.
Está sempre molhada.
Resposta: Lingua

6- O que é que é
Que se põe no meio da mesa
parte-se e reparte-se
e nunca se come?
Resposta: Cartas

7- Tanto o rico como pobre
Pobre ou rico me hão de ter
Tenho dentes e não como,
Mas ajudo a comer.
Resposta: Garfo

8- Nada valho sem cabeça,
Mas eis meu triste fado:
Se eu cabeça não tivesse
Não morreria queimado.
Resposta: Fósforo

9- Verde como o mato
E mato não é.
Fala como gente
E gente não é?
Resposta: Papagaio

10- Tenho trinta e dois moinhos
Todos à uma a moer
E uma menina a varrer
Que venho eu então a ser?
Resposta: Boca
IMAGENS ILUSTRATIVAS DAS ATIVIDADES DE DESENVOLVIMENTO DO PROJETO

BRINCADEIRAS FOLCLÓRICAS:


 ADI - ELIANE E CRIANÇAS DA PRÉ-ESCOLA BRINCANDO DE RODA

PROFESSORA ANA MARIA COMPARTILHANDO COM AS CRIANÇAS A BRINCADEIRA
COM UM PIÃO CONFECCIONADO POR ELAS

profesora Eliana e crianças da Pré-escola - brincando com as bonecas de pano



Crianças da Creche brincando de esconde, esconde do Saci









Crianças da Creche brincando de cabaninha!


PRÉ-ESCOLA CONFECIONANDO BIBOQUÊS

PRÉ-ESCOLA CONFECCIONANDO O BRINQUEDO: PIÃO







Professora Alessandra e Pré-escola 05 anos brincando de Anelzinho
Brincando de Amarelinha




brincando com bolas de gude


brincando de Três Marias


AS TENDAS DA LITERATURA REALIZADAS COM O PROJETO


PROFESSORA ALESSANDRA CONTOU A HISTÓRIA DE JOÃO E MARIA




PROFESSORA GEISIANE FEZ A CONTAÇÃO DA HISTÓRIA DA CHAPEUZINHO VERMELHO


A professora Eliana Lino contou a história da Rapunzel

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou? Comente